quarta-feira, 22 de março de 2006

Good Afternoon!

Good afternoon!!
Esqueçamos o último post!
Hoje foi mais um dia de estágio. Estou a adorar. A TF é 5 *****, as muídas são uns amores e até tou a ver casos extra em consultórios! Até já consigo construir e aplicar baterias de 35 páginas na boa!! (kem é de TF sabe do que estou a falar...)
Estou na boa, não há crises existenciais (LOL).
Apetece-me escrever, mas não sei sobre o quê... Hmmm... Vou pensar e depois já posto! Lol!
Vou ver os Morangos!! (SIM, os MORANGOS!!)
Tenho fome....

sexta-feira, 17 de março de 2006

Dia de Merda...

Nem vale a pena escrever nada...
Hoje foi um dia para esquecer, definitivamente...
Isto dá cabo do psicológico de uma pessoa...
Já para não falar na perda de motivação...
Enfim...
Sinto-me triste e cansada...
Amanhã é outro dia!

sábado, 11 de março de 2006

Morangos II

Porque será que, de todos os posts publicados, só me vão comentar o dos Morangos??
Isto realmente... seja para falar bem ou mal, o que interessa é falar dos Morangos...!!!!
Isto dito por mim, que falo falo falo, ... mas vejo!!!! Lol!

domingo, 5 de março de 2006

Quantas cobras conheces???

Esta história é daquelas que, muitas vezes, nos fazem lembrar a nossa vida:

Era uma vez uma cobra que começou a perseguir um pirilampo que só vivia para brilhar. Ele fugia rápido com medo da feroz predadora e a cobra nem pensava em desistir.
Fugiu um dia e ela não desistia, dois dias e nada.
No terceiro dia, já sem forças, o pirilampo parou e disse à cobra:
- Posso fazer três perguntas?
- Podes. Não costumo abrir esse precedente para ninguém mas já que te vou comer, podes perguntar.
- Pertenço à tua cadeia alimentar?
- Não.
- Fiz-te alguma coisa?
- Não.
- Então porque é que me queres comer?
- PORQUE NÃO SUPORTO VER-TE BRILHAR!!!

Faz lembrar-vos de alguma coisa???

sexta-feira, 3 de março de 2006

O Amor, quando se revela...

O amor, quando se revela,
Não se sabe revelar.
Sabe bem olhar p'ra ela,
Mas não lhe sabe falar.

Quem quer dizer o que sente
Não sabe o que há de dizer.
Fala: parece que mente
Cala: parece esquecer

Ah, mas se ela adivinhasse,
Se pudesse ouvir o olhar,
E se um olhar lhe bastasse
Pra saber que a estão a amar!

Mas quem sente muito, cala;
Quem quer dizer quanto sente
Fica sem alma nem fala,
Fica só, inteiramente!

Mas se isto puder contar-lhe
O que não lhe ouso contar,
Já não terei que falar-lhe
Porque lhe estou a falar...


Fernando Pessoa

"Um dia a maioria de nós irá separar-se. Sentiremos saudades de todas as conversas jogadas fora, das descobertas que fizemos, dos sonhos que tivemos, dos tantos risos e momentos que partilhamos. Saudades até dos momentos de lágrimas, da angústia, das vésperas dos finais de semana, dos finais de ano, enfim... do companheirismo vivido. Sempre pensei que as amizades continuassem para sempre. Hoje não tenho mais tanta certeza disso. Em breve cada um vai para seu lado, seja pelo destino ou por algum desentendimento, segue a sua vida. Talvez continuemos a nos encontrar, quem sabe...nas cartas que trocaremos. Podemos falar ao telefone e dizer algumas tolices... Aí, os dias vão passar, meses...anos... até este contacto se tornar cada vez mais raro. Vamo-nos perder no tempo.... Um dia os nossos filhos verão as nossas fotografias e perguntarão: Quem são aquelas pessoas?" Diremos...que eram nossos amigos e...... isso vai doer tanto! "Foram meus amigos, foi com eles que vivi tantos bons anos da minha vida!" A saudade vai apertar bem dentro do peito. Vai dar vontade de ligar, ouvir aquelas vozes novamente...... Quando o nosso grupo estiver incompleto... reunir-nos-emos para um último adeus de um amigo. E, entre lágrima abraçar-nos-emos. Então faremos promessas de nos encontrar mais vezes daquele dia em diante. Por fim, cada um vai para o seu lado para continuar a viver a sua vida, isolada do passado. E perder-nos-emos no tempo..... Por isso, fica aqui um pedido deste humilde amigo: não deixes que a vida passe em branco, e que pequenas adversidades sejam a causa de grandes tempestades.... Eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos!"

Fernando Pessoa

Morangos com Açucar

Ok. Vamos falar de coisas parvas.
Por exemplo, Morangos com Açúcar.
Boa série de entretenimento, claro.
Mas há coisas que não compreendo…
Por exemplo, qual é a probabilidade da Matilde e o do Tiago se terem encontrado em Cuba, ela tê-lo salvo, terem dado um beijo e não terem trocado uma só palavra sequer(!!) e, depois, serem ambos de Cascais, praticamente da mesma área de residência?!?! E mais!! Têm scooters iguais, ele começa a namorar a mana dela sem saber o grau de parentesco e, agora, anda com uma miúda que não gosta (Laura? Cláudia?) e, mesmo depois da Matilde se ter (voltado a) declarar, continua a namorar a sonsa. Sim, e essa sonsa tem um segredo qualquer que envolve barras de ouro e um avô morto há 10 anos e um livro e uma carta e uns bandidos e mais não-sei-o-quê! Qual é a pessoa que é atacada por bandidos e não dá queixa na polícia?? E continua a andar na boa na rua, sem qualquer preocupação? Aliás, a preocupação só lhe aparece quando está ao pé do namorado.. não deviam aproveitar o tempo para fazer coisas melhores, han?? Do que falar em bandidos de que não se faz queixa na esquadra e que andam atrás de barras de ouro?? Hello??
Mas é claro que a série visa o realismo e os problemas dos jovens.
Por exemplo, o tal Afonso, fiel companheiro. Andava com a Maria, ex-maquiavélica, inteligente, curso de Medicina. Ela vai para o Porto e ele leva a Mimi para viver na casa da mãe dele! A Mimi!! E a mãe, a assaz directora da escola deixa..?? Qual é o realismo disso? Será o amor de mãe?
Sim, eu sei o nome das personagens todas…
Deixem ver mais.. hmmm.. a Carla???? Enfim, será preciso dizer alguma coisa?? QUAL É o realismo da personagem?? E as mini-saias?? E a Mónica?? Será sempre Carnaval na terra dela?
E como é que a… Daniela anda sempre tesa que nem um carapau seco, à procura de emprego, e todos os dias leva roupa nova para a escola?
E aquela… a coisa.. hmmm.. a Catarina! Já que mudou tanto fisicamente porque não mudar também os tiques e a maneira de falar??
E porquê a insistência em colocar a Paula Neves (Vera) nas novelas portuguesas? Ela é tão… sem sal… Faz um papel tão… insonso, descolorido, melado, rançoso… ai!!!! Humpf! Grunf!
E já viram, eles odeiam-se tanto uns aos outros, mas dão-se todos tão bem…!! Isto é uma coisa de se lhe tirar o chapéu…
AHHHHH!!! E qual é a pessoa que mete um “empregado” em casa que não limpa o pó, não faz a comida, não lava a roupa… e NINGUÉM repara??? E ele consegue infiltrar empregadas a sério em casa e NÃO HÁ UMA ALMA QUE NOTE??? Isto é, de facto, muito estranho…
Mas tudo bem, é uma boa série… Pelo menos eu vejo… sempre que ligo a televisão na TVI… por volta das 19h… e, lá está, os Morangos estão a rodar…
Uma coisa boa (não quer dizer que não haja mais, oh fãs devotos!): a “Teresinha” tá fora da série!! Yupiiiii!!

Regresso às aulas

Pois é, as férias acabaram-se... Recomeçam as aulas, o acordar cedo, as olheiras, os trabalhos, as preocupações, os stresses, a contenção monetária (sim, pq as fotocópias levam-nos à falência), a alegria pelos sucessos, a tristeza pelas coisas menos conseguidas, as crises existenciais, etc etc...
Pior... os estágios...!!!
Que incluem: o acordar AINDA mais cedo (temos de nos levantar quando os morcegos ainda andam por aí..), o apanhar os transportes cheios de gente (é tão bom efectuarmos o nosso processo de "despertar" no meio de pessoas que não conhecemos de lado nenhum, com aquele barulho irritante e solavancos que os nossos avançados meios de transporte nos proporcionam, já para não falar de quando temos de nos encontrar num raio de 1 metro perto daquele tipo de pessoa que não usa desodorizante e tem vestida a roupa do dia anterior...), o andar CARREGADA de material (joguinhos e fichinhas e dossierzinhos - que, segundo a nossa queridíssima Eileen serão os chamados "cadernos com argolas" lol - e lanchinhos e garrafinhas de água e... e... e...), o chegar tarde a casa e só apetecer dormir, quando temos uma RESMA de registo de sessão à nossa espera e o jantar para cozinhar, o não ver ninguém durante um mês (sim, porque os estágios tornam-nos viciadas no PC e prisioneiras domésticas), a ROTINAAAAAAAAAA!!!!!
Aihn...
Qual é a parte boa de ser estudante???

Para Reflectir...

O prazer da busca e da aventura alimenta uma coisa mt importante: os sonhos.
O homem nunca pode parar de sonhar. O sonho é o alimento da alma, como a comida é o alimento do corpo. Muitas vezes, na nossa existência, vemos os nossos sonhos desfeitos e os nossos desejos frustrados, mas é preciso continuar a sonhar, senão a nossa alma morre e a Vida não entra nela.Nas época heróicas, no tempo dos cavaleiros andantes travavam-se grandes combates de homens.
Hoje, o mundo mudou muito, e o Combate foi transferido dos campos de batalha para dentro de nós mesmos.O Combate trava-se em nome dos nossos sonhos. Quando eles explodem em nós com todo o seu vigor - na juventude - nós temos muita coragem, mas ainda não aprendemos a lutar. Depois de muito esforço, acabamos por aprender a lutar, e então já não temos a mesma coragem para combater. Por causa disso, voltamo-nos contra nós e combatemo-nos a nós mesmos, e passamos a ser o nosso pior inimigo. Dizemos que os nossos sonhos eram infantis, defíceis de realizar, ou fruto do nosso desconhecimento das realidades da vida. Matamos os nosso sonheos porque temos medo de travar o nosso Combate.
O primeiro sintoma de que estamos a mater os nossos sonhos é a falta de tempo. As pessoas que nada fazem estão sempre cansadas e queixam-se que o dia é curto demais.
O segundo sintoma são as nossas certezas. Porque não queremos olhar a vida como ma grande aventura a ser vivida, passamos a julgar-nos sábios, justos e correctos no pouco que pedimos na existência.
Finalmente, o terceiro sintoma da morte dos nossos sonhos é a Paz. A vida passa a ser uma tarde de Domingo, sem nos pedir grandes coisas e sem exigir mais do que queremos dar.Quando renunciamos aos nossos sonhos e encontramos a paz temos um pequeno período de tranquilidade.
Mas os nossos sonhos mortos começam a apodrecer dentro de nós, a infestar todo o ambiente que vivemos. começamos a tornar-nos cruéis com aqueles que nos cercam e, finalmente, passamos a dirigir essa crueldade contra nós mesmos. Surgem as doenças e as psicoses. O que queríamos evitar no combate - a decepção e a derrota - passa a ser o único legado da nossa cobardia.E, um belo dia, os nossos sonhos mortos e apodrecidos tornam o ar difícil de respirar e passamos a desejar livrar-nos das nossas certezas, das nossas ocupações e daquela terrível paz das tardes de Domingo.
A única maneira de salvarmos os nossos sonhos é sermos generosos com nós mesmos.

quarta-feira, 1 de março de 2006

Defeito ou Feitio??

Estou algo confusa...Porque é que na 2ª feira de carnaval eu estou fechada em casa??? E nem vos digo que tipo de música estou a ouvir..!
Isto será normal???? Não deve ser, de todo....
A verdade é que ando a ficar intrigada... Sim, porque estive a pensar (uhhh! cuidado!) e, realmente, cheguei à conclusão que passo mais tempo em casa a anhar do que em fazer algo útil (isto, claro está, falo no período de férias!).. ou sair!! E que tal sair, Maria Alexandra?? Going out, have fun fora de casa, etc etc..?? Não??
Começo a ficar preocupada... Porque afinal tenho 20 anos... Estarei a ficar velha ou serei apenas caseira?? Estarei á procura do meu eu a estas horas da noite nos livros do Paulo Coelho?? É que não é normal... Ou será?
Será defeito ou feitio?? Não estou a ver...
Será que há pessoas mesmo assim, dependentes do aconchego do lar.. Tanto que NEM SAEM!!???
A verdade é que estou para aqui a queixar-me mas se lá estivesse estava a desejar vir-me embora... Porquê?????
Oh, malvada existência!!!
Necessito de uma luz sff!